Páginas

sábado, 5 de fevereiro de 2011

AS LINGUAGENS DA BÍBLIA



Sem levar em conta qualquer teoria sobre a inspiração da Bíblia ou qualquer idéia sobre como foi que seus livros chegaram à sua forma Vulgata = Versão do povo atual.
Sem considerarmos até onde o texto bíblico sofreu às mãos de redatores e copistas ao ser transmitido.
Se simplesmente admitirmos que a Bíblia é exatamente aquilo que apresenta ser.Se estudarmos seus livros para lhes conhecer o conteúdo acharemos nela a unidade de pensamento a indicar que uma mente única inspirou a escrita e a compilação de toda a série de seus livros.
Veremos como ela traz o sinete do seu autor, o Espírito Santo, que é em sentido único e distintivo a Palavra de Deus.
Por isso, aquele que lê a Palavra de Deus, sempre sai ganhando quando aprendem o máximo possível sobre as três línguas nas qual a Bíblia foi escrita (o hebraico, o aramaico e o grego).
A língua é o produto e a reflexão da alma humana.
As linguagens faladas e escritas formam um estudo muito interessante, mas o assunto é um pouco misterioso como pode ser esperado. A linguagem que foi falada antes do dilúvio nós não sabemos. A forma da escrita acredita-se, ser a do “desenho”, ou o que é chamado IDEOGRÁFICO ou PICTOGRÁFICO que quer dizer, constituída de uma série de desenhos transmitindo idéias. Portanto:

AS LINGUAGENS IDEOGRÁFICAS (isto é desenhos), depois a CUNEIFORME (isto é em forma de cunhas ou pontas de flechas).
Um chacal representaria – esperteza ou habilidade, “ladino”.
Uma senhora tocando tamborim, ou um homem dançando – alegria.
O braço d’um homem com um pau – força,etc. mais tarde estes desenhos
Tornaram a representar sons que quer dizer: Letras ou sílabas assim:
- Uma águia = A     - Uma perna - B     - Um leão = R ou L     - Uma casa = II, etc.
O escrito IDEOGRÁFICO foi realmente o pai do CUNEIFORME o qual estava em abundância sobre as placas de barros descobertas dentro e ao redor da Babilônia antiga.
O Escrito Cuneiforme consiste de letras ou sílabas em forma de cunhas ou pontas de flechas e continuou sendo usado em Babilônia, Assíria e Pérsia até o tempo de Cristo.
Quanto a linguagem mais antiga que foi falada, uma coisa nós temos certeza, que até o tempo de Babel havia apenas uma linguagem (Gn11:1 a 6).Alguns estudiosos consideram que quem partiu do Oriente foi Ninrod e que ele fundou o império Babilônico, Nínive  e outras cidades.
Babel – engrandecia as pessoas não a Deus. Podemos construir monumentos para nós mesmos, roupas, grandes mansões, carros luxuosos. Se ofertarmos tudo para Deus muito bem. Mas se tomar o lugar de Deus? É provável que depois da confusão da linguagem os descendentes de Sem, Cam e Jafé espalharam pelo mundo.
Sem = Raça Semítica – foi para Ásia.
Cam ou Cão = Cananeus - foi para o Egito.             
Jafé = Jafetista – foi para Europa.
E desenvolveram aquela linguagem ou dialeto mais antigo falada do dilúvio. O conhecimento que se tem foi que Acade ou Akkad (origem Semítica, reino fundado por Hamurabi) As palavras Adão, Édem, sábado, parece ser acadias e não hebraico. Isto é, uma série de linhas cruzadas assim.
Parece também que no tempo de Abraão 2000 a.C. o escrito era Cuneiforme, mas depois de Abraão tornou-se numa linguagem morta.
Mais tarde a linguagem Semítica e Babilônica tornou o lugar dela e continuou sem mudança até o tempo de Nabucodonosor. Provavelmente quando Abrão deixou a terra natal, e veio por ordem de Deus para Canaã, ele adotou a linguagem dos cananitas, entre os quais ele veio pra morar, com seus descendentes, os judeus mais tarde durante os anos do cativeiro em Babilônia, deixaram a linguagem deles de puro hebraico, e adotaram a linguagem Caldaica Aramaica, a qual eles continuaram a falar até o tempo de Cristo.
Na Babilônia a língua falada é Caldaica – Aramaica.
(Acha-se que estas palavras são:)
Aramaica - Eloi, Eloi lamá sabactani; Talita cumi; Bartolomeu; Barjonas; Barnabé...
Grego – André; Felipe; Dirceu.
Latim – Marcos.
Depois do cativeiro Babilônico, os judeus passaram a falar em Aramaico que tornou o idioma dos judeus de uso popular e o hebraico reservado para a sinagoga e escola.
O Aramaico ainda sobrevive numa remota e pequena vila da Síria, chamada Malloula, com a população de poucos milhares de habitantes.
O Hebraico ou Hebreu nos deu a religião.
O Grego nos deu a filosofia.
O Grego é uma das línguas de maiores culturas mundiais (literatura e arte) A língua Grega aparece em documentos micênicos e minoanos que são: A Hieroglífica minoana (é a mais antiga linear A e a linear B que é pré grega) À medida que Atenas – Grécia ia alcançando o controle cultural e político o dialeto atiço também ia ganhando prestígios.
Com as conquistas Macedônicas (cidades perto de Grécia) o grego àtico combinando com influências de outros dialetos (sobretudo o jônico) tornou-se a língua internacional da área do Mediterrâneo (Europa, Ásia e África).
As conquistas de Alexandre, o Grande, houve expansão da língua e cultura grega – Grego helenístico ou coiné, (comum).
O Império Romano era um mundo (grego). Exceto pelas transações governamentais. Grécia era conhecida por Hélade às pessoas eram Helenos.
Conquista Helenística – Alexandre, o Grande, Ásia, África, Europa, Alexandria e Egito. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google Analytics Alternative