Páginas

sexta-feira, 25 de março de 2011

SÍMBOLOS DA BÍBLIA

PROF.NILZA CARDOSO
 OS SÍMBOLOS: Símbolo é emblema, figura, sinal que representa objeto ou alguma coisa; imagem com que se designa.
Alguns símbolos: LUZ, LÂMPADA, ESPELHO, PÃO, MEL, LEITE, MARTELO, CARNE, etc..
Os emblemas (símbolos) da Bíblia
1. A Espada que vence: Ef 6.17; Hb 4.12.
2. Lâmpada que ilumina: S1119.105
3. Espelho que revela: II Co 3.18; Tg 1.23
4. Leite que alimenta: 1 Co 3.2; Hb 5.12,13; 1 Pe 2.2.
5. Martelo que esmiúça a penha: Jr 23.29.
6. Fogo que aquece: Jr 23.29; SI 39.3.
7. Semente que produz vida: Lc 8.11; Is 55.11

Vamos considerar alguns símbolos ou figuras sob os quais a Bíblia é apresentada e veremos aqui, como qualquer outro ramo de estudo bíblico, sinais da autoria divina.

Estes símbolos são os mais significantes e cheios de ensinamentos. Que o Espírito Santo nos ajude nas considerações a respeito deles.

CRÍTICO
O grego de Hb.4.12, lê-se: “A Palavra de Deus é... o crítico dos pensamentos e propósitos do coração”.
É o único lugar onde a palavra “crítico” aparece. Como presunçosos, então, os homens se atreveram a chamar a si próprios de “críticos da Bíblia”, quando o Livro tem sido para criticá-los e não nós, Até reconhecermos isto, nunca poderemos nos aproximar da Bíblia corretamente. Felizes são aqueles que, recusando - e de assentar em julgamento sobre a Palavra de Deus, renderam - se a si mesmos com um espírito humilde ao Seu poder misterioso e perscrutador.
O criticismo é de duas qualidades:
1 - Um é lícito e de valor inestimável e o outro. É o estudante do hebraico ou grego, que com muito labor e paciência perscruta os manuscritos antigos, a fim de acertar para nós o mais possível, quais foram às palavras atuais usadas em qualquer passagem particular, pelos escritores inspirados.

2 - Que não é lícito e carregado com conseqüências mais ruinosas para a alma e desonra a Deus. É o homem, que sendo incapaz de conciliar certas partes Escrituras com as suas próprias idéias e que os escritos inspirados deviam ser, quando uma questão não é levantada com exatidão dos documentos existentes, todavia nos faria riscar fora tal passagem como não sendo inspirada e deixando-nos nada mais do que uma bíblia fragmentada, que bem podia ser intitulada  “O Livro de Deus Revisado e Melhorado Pelos Homens”

2- LÂMPADA OU LUZ
(SI 119.105, 130; Pv 6.23) Provavelmente não há um fato evidente a um filho de Deus,
Do que o fato da escuridão da mente e do coração natural; está sob ‘‘o poder das trevas’ (Cl 1.13) e controlado pelos dominadores da escuridão deste mundo (Ef 6.12). Suas obras são obras das trevas (Ef. 5:11). Não podendo ver porque as trevas lhes cegaram os olhos (1 Jo.2. 11); e não sendo iluminados, igual a  Judas, irão a seu próprio lugar, a negridão das trevas para sempre (Ap 16.10).
Esta escuridão do coração natural é semelhante ao caos que existiu sobre a terra antes da luz, vida e ordem, serem estabelecidos (II Co 4.6).
Mais breve ou mais tarde, cada luz terrestre, sobre a qual os homens estão inclinados a confiar, tendem a falhar (1 Pe.1.24,25), enquanto que “...esta lâmpada resplandecerá mais e mais até ser dia perfeito”.
Temos assim confirmada a palavra profética e fazeis bem cm atende-la, como urna candeia que brilha em lugar tenebroso (II Pe 1.19).

3- ESPELHO
(II Co 3.18; Tg. 1.23) Isto não pode ser dito de qualquer livro, como um espelho me mostra a mim mesmo não como eu penso que sou, mas como eu realmente sou; culpado perante Deus (Rm.3.19).E  isto é porque o coração natural do homem o, encolhe ante o olhar nele mesmo. O desviado teme enfrentar, ainda para ver a si mesmo, como revelado neste espelho e o primeiro passa para o verdadeiro caminho que leva a Deus.
Eu posso ser orgulhoso, justificado em mim mesmo e longe de Deus em tudo e ainda não saber. Porém, quando voltar-se Bíblia e ver a mim mesmo retratado nas Suas páginas, semelhante a espelho, como Deus me vê, e clamo: “Oh! Que miserável eu sou!”.
Eis uma UM ESPELHO CHAMADO "CRISTÃO" - II Coríntios 3:18
“E todos nós, com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados, de glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito.
Tema Específico O reflexo da glória de Deus, como no ouro depurado - 1 Pe 1.6-7 – O sofrimento é um meio que Deus usa para fazer o crente crescer na sua fé. Pedro diz que o sofrimento é comparado à ação do fogo – A ação do fogo é múltipla. Ele destrói, consome, aniquila; mas a Escritura cita o fogo aqui como um elemento purificador, um elemento que torna o objeto aprovado, aperfeiçoado, confirmado. O processo de confirmação de nossa vida em fé é comparado ao processo da depuração do ouro pelo fogo.
Afirmação Teológica:         Uma das maiores verdades deste texto bíblico é esta: SOMOS OS ESPELHOS QUE DEUS USA!
2 cor.4:6 – das trevas resplandecerá luz, ele mesmo resplandeceu em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Cristo.O diabo cega, Deus ilumina!!! Aleluia!
                    Enquanto caminhamos, o mundo ao nosso redor espera ver, em nós, a transformação que só o Espírito Santo faz na vida de um pecador arrependido. Observando um espelho, relembramos alguns cuidados necessários essenciais para que sejamos usados pelo Senhor, refletindo Sua glória no mundo.
1. Para refletir como espelho a Glória de Cristo, é preciso ter o rosto descoberto
           
Assim como um espelho deve estar descoberto para refletir a imagem de determinado objeto, nós também necessitamos de que nada se interponha entre nós e o nosso Deus. O véu que separava o homem de Deus foi rasgado por ocasião da morte de Jesus na cruz. Este gesto, sem par, possibilitou que a glória do Senhor rebrilhasse em nossa vida. O acesso que temos à sua presença foi garantido pela morte e ressurreição de Cristo. Vamos desfrutar, portanto, dessa comunhão.
                    Enquanto caminhamos, o mundo ao nosso redor espera ver, em nós, a transformação que só o Espírito Santo faz na vida de um pecador arrependido. Observando um espelho, relembramos alguns cuidados necessários essenciais para que sejamos usados pelo Senhor, refletindo Sua glória no mundo.
1. Para refletir como espelho a Glória de Cristo, é preciso ter o rosto descoberto
           
Assim como um espelho deve estar descoberto para refletir a imagem de determinado objeto, nós também necessitamos de que nada se interponha entre nós e o nosso Deus. O véu que separava o homem de Deus foi rasgado por ocasião da morte de Jesus na cruz. Este gesto, sem par, possibilitou que a glória do Senhor rebrilhasse em nossa vida. O acesso que temos à sua presença foi garantido pela morte e ressurreição de Cristo. Vamos desfrutar, portanto, dessa comunhão. 2. Para refletir como espelho a Glória de Cristo, é preciso estar limpo
           
Muitas vezes, a imagem refletida no espelho não é nítida, não tem  brilho. Pequenas manchas internas, ou até mesmo poeira, dificultam a nossa visão. Assim também, os nossos pecados  encobrem o rosto do nosso Deus e as nossas iniqüidades nos  separam do Senhor. . Isaías 59:2“mas as vossas iniqüidades fazem  separação entre vós e o vosso Deus, e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que vos não ouça!. Como num espelho, devemos ver o nosso estado lastimável de pecado, arrepender e receber o perdão. Se queremos refletir a glória do Senhor com todo o brilho e perfeição, busquemos diariamente purificar as nossas vidas, confessando "os nossos pecados, na certeza de que Ele é fiel e justo para nos perdoar e purificar de toda e qualquer injustiça" 1 Jo 1:9
3. Para refletir como espelho a Glória de Cristo, é preciso estar bem direcionado
 
Mesmo descoberto e limpo, o espelho só é capaz de refletir o objeto para o qual se direciona. O cristão que não está em sintonia com o Senhor corre o risco de refletir outras imagens. Ao direcionar o nosso olhar para o "autor e consumador de nossa fé", passamos a refletir cada vez mais a sua glória, através de nossas vidas. E assim, de glória em glória, somos transformados e Sua luz se revela em nossa vida. Quanto mais ela rebrilhar, mais Cristo será visto em nós.
Portanto:Como espelho de Cristo eu devo:
1 - Reconhecer minhas fraquezas -
Salmo 139:23 e 24. “Sonda-me ó Deus e conhece o meu coração, prova-me e conhece os meus pensamentos; Vê se há em mim algum caminho mau e guia-me pelo caminho eterno.”
2 - Obedecer ao plano de Deus para minha vida - Salmo 40:8. “Agrada-me fazer a tua vontade, ó Deus meu; dentro do meu coração está a Sua Lei.”
3 - Confiar no poder de Deus e não em minhas forças - Filipenses 4: 13. “Tudo posso naquele que fortalece.”
Que imagens as pessoas têm visto refletidas em minha vida? Existe alguma área que necessita de transformação por meio do Espírito Santo?
O milagre de Deus chega aqui agora para suprir todas as necessidades dos espelhosdeDeus!!
ALELUIA!
Este esboço foi uma pregação do pastor Luiz Carlos Cardoso, na Escola Dominical dia 30-12-2007

4 - BACIA DE BRONZE – PIA – LAVATÓRIO

(Ef 5.26) Graças a Deus, o mesmo livro que me mostrou a mim mesmo e os meus pecados é o livro que provê (supre) o remédio e conta como cada mancha que tem sido relevada pode ser purificada. Por meio “da lavagem da água pela Palavra”. No tempo antigo a bacia ficava entre o Tabernáculo e o adorador, incapaz para a presença de Deus. Assim, uma corrente purificadora - todavia somente vista pelos olhos da fé.

— ocorre por este Livro desde a promessa da semente da mulher (Gn.3.15) até o cântico triunfante dos remidos na glória. “Aquele que nos ama e pelo Seu sangue nos libertou dos nossos pecados” (Ap 1.15)

5 – ALIMENTO
(Jó 23.12) No momento em que uma alma despertada clama: “eu pereço de fome”, pode achar na Bíblia alimento conveniente para si. Oh! Se as multidões que estão perecendo soubessem disto. Aqueles que a isto acontecerem, podem ou devem dizer: “As palavras da sua boca prezei mais do que o meu alimento”. Este alimento é de várias qualidades: observemos:
a)                       Leite para as Crianças — (1 Co 3.3; Hb. 5.12,13) Como somos bem—aventurados ao sabermos que a parte da Bíblia tão simples que, semelhante ao leite, são apropriadas para crianças.
b) Pão para os Famintos - (Dt 8.3; Is 55,10,11) “Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus” (Mt 4.4).
c) Carne - Forte para os homens (ou alimentos sólido) II Co 5.2; Hb. 5.12,14. Em referências sobre esta carne forte da Palavra e que João escreveu (1 Jo 2.14). Nunca deve ser esquecido que a Bíblia não. e um mero livro de leite e água, enquanto há partes simples, que até uma criança pode entendê – las.(II Tm. 3.15), há, todavia, profundezas que, apesar delas terem ocupado a atenção dos mais sábios intelectuais de todos os séculos, elas nunca tenham sido conhecidas totalmente.
d) Mel - (SI 1 9. 10). Deus fornece uma mesa rica na Sua Palavra. Não meramente comida, nunca é dispensável para nossa alimentação comum, sem a qual nós devemos perecer, mas doces - também, delícias; Há tal deleite que são achados na Bíblia, que fazem aqueles que os acham exclamar:
“Quão doces são as Tuas palavras ao meu paladar, mais do que o mel na a minha boca” (SI 119,103).

6 - OURO FINO PARA ENRIQUECER
(SI 19. 10) Os filhos de Deus, muitas vezes são chamados para partir com muito daquilo que o mundo estima de muito valor, e geralmente, falam eles, que não são ricos.
Mas Deus nunca será devedor a qualquer homem e todas as riquezas neste mundo, em comparação, são como nada.
Mesmo como Davi disse (SI 119.73). Aos cristãos em Smirna, que amavam e guardavam Sua Palavra o Senhor disse: “Conheço a tua tribulação, a tua pobreza, mas tu és rica..” (Ap 2.9)

7 – FOGO
(Jr 20.9; 23.29)O livro que nos mostra os nossos pecados, então purifica-nos, ilumina nosso caminhos, alimenta e enriquece - nos, agora tornou - se fogo por dentro; tal que nós não podemos guardar as coisa boas para nós mesmos, “Acendei um fogo”; “então filei com a minha  boca” (SI 39.3).
Palavras frias, embora lógicas e cultas, nunca alcançarão os corações humanos. Porém com o fogo por dentro, sobre nossos lábios (Is 6.7) tornamos - nos mensageiros aptos de Deus para o mundo moribundo.
8 – MARTELO
(Jr 23.29) Alguns corações são muito duros e precisam toda força espiritual dum obreiro, se é para ele manejar este martelo com bom êxito. O trabalho ás vezes pode parecer vagaroso e os resultados incertos, mas não deixa-nos ficar desanimados; é a batida firme e regular que vale no fim.

9 – ESPADA
(EF. 6.17) Algumas naturezas são muito espertas evitando cada martelada do obreiro. Para tais a Palavra é necessária como uma espada aguda na mão dum soldado hábil. Tal habilidade, contudo, é adquirida por paciente e devoto estudo; e imita de nossa utilidade como testemunhas de Cristo dependerá sobre a maneira pela qual brandirmos esta Espada do Espírito (II Tm 2.15). Com que respeito reverente devemos desempenhar nossa missão como soldados de Cristo, enquanto nos lembramos que quando usada corretamente, esta espada penetra a consciência e leva um despertamento (Hh 4.12). Ela compunge o coração (At 2. 17) E finalmente, ela ferirá com um golpe eterno, aqueles que continuarem a se rebelar contra a Sua divina autoridade (Ap 19.15).

                      A Bíblia é uma espada afiada
1. Contra a Opressão, Ex 22.21-24.
2. Contra a Idolatria, Ex 32.27; Dt 4.15.
3. Contra a Desobediência, Lv 26.14,15.
4. Contra a Apostasia, Dt 32.16; 17.25.
5. Contra as Falsas Religiões, Dt 13.15.
6. Contra o Pecado em Geral, Ex 18.4; Dt 28.15-68; Lv 15.1-33; Rm 6.23.

10 - SEMENTE
 (Lc 8. LI; Is 55.10) “Pois fostes gerados... de incorruptível semente mediante  a Palavra de Deus.(I Pe.1.23) devia ser dito de nós quando saímos para nossas ocupações ordinárias dia após dia. ‘‘Eis que o semeador saiu a semear’’ (Mt 13.3). E apesar que nós muitas vezes podemos ser tentados em nossa loucura a escolher nosso próprio tempo para semear, no entanto, devemos lembrar o que está escrito:
a) Que devemos semear em todos os lugares (Is 11.6);
b) Que nós devemos semear em todos os tempos (Ec 11.6)
c) Que a terra deve ser bem preparada pelo calor de nosso amor e as lágrimas de nossa paixão, quando o fruto está assegurado SI 126.6).

11 - SOL
(SI 19.1-6) Aqui nós recebemos em símbolos:
a) O silencioso, porém irrefutável, testemunho das Escrituras de Deus.
b) Este livro é como um homem correndo para toda parte do globo sendo destinado para cobrir a terra com o conhecimento de Deus Is 11.9; (Hb 2.14), alcançando mesmo os lugares mais escuros; a que Ele fez nascer o Seu sol sobre maus e bons (Mt 5.45).
c) Seus raios calorosos e doadores da vida derretendo corações duros com sua história da cruz,ou queimando o pecado não arrependido com fogo que não se apaga.


12 - CHUVA E NEVE
(Is 55.10,11) Aqui são símbolos maravilhosos da Bíblia levantando como vapor do poderoso plano de amor fraternal de Deus; soprado pelo fôlego do Seu Espírito sobre este mundo nosso, conhecido pelo homem como uma nuvem escura que somente parece arruinar seus divertimentos; mesmo caindo sobre corações sequiosos em todos os tempos com chuvas enriquecendo - os com Sua (Mt 5,4). ”...para que sejais filhos do Pai que está nos céus; porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons e a chuva desça sobre justos e injustos.”
Como é belo lembrar que o sol e a chuva fazem o arco - Íris, a promessa da aliança de Deus. Como frio e impetuoso deve ser coração que exclui o Livro com tais influências tão abençoadas.

12 - A PALAVRA DE DEUS
Há mais um símbolo que nós mencionamos com reverência profunda. Nós lemos de uma narração apocalíptica - Um a quem todos os outros dobramos joelhos - e Seu nome é chamado a “Palavra de Deus’’ (Ap 19.13). Vendo que Deus tem a Si mesmo associado à Palavra vivente e a Palavra escrita, seria impossível completar esta parte do nosso assunto sem chamar atenção ao fato:
Ambas é a expressão da mente de Deus; ambas vieram como mensageiros de Deus para abençoar um mundo perdido; ambas participam do humano e do Divino; ambas têm existência eterna; ambas são desprezadas e rejeitadas; ambas são semelhantes à luz; ambas nos julgarão no fim.
 Pesquisa
- Wesley, Plips Comfort - A Origem da Bíblia.
- Davis, Jonh, Dicionário da Bíblia. RJ, casa Publicadora Batista, 1960.
- Halley, H, H, Manual Bíblico, Nova Versão Internacional, Editora Vida.
- A Origem da Bíblia Plips Wesley Comfort
- Temas e curiosidades da Bíblia – Jonas Rodrigues Ferreira

Um comentário:

  1. GOSTARIA DE SABER SOBRE OS SIMBOLOS DE APOCALIPSE E DANIEL.
    mrrouco@bol.com.br

    ResponderExcluir

Google Analytics Alternative